Publicidade

Publicidade
16/10/2008 - 00:44

A importância de chamar as coisas pelo nome

Compartilhe: Twitter

Outro dia comentei aqui sobre a dificuldade em que Cleber Machado se meteu ao ter que narrar um jogo do Corinthians ao mesmo tempo em que três dos quatros principais times da Série A disputavam partidas do campeonato. Na noite desta quarta-feira, dia de Brasil e Colômbia no Maracanã, Cleber deu um banho na transmissão da Globo. Sóbrio, logo aos 20 minutos do primeiro tempo, teve a coragem de dizer: “A Colômbia está mandando no jogo. Parece até que a partida é em Bogotá, não no Rio de Janeiro”.

No SporTV, a diversão coube a Muller. O ex-atacante estava inspirado. Aos 9 minutos do segundo tempo, depois de Elano errar uma jogada pela enésima vez, ele se soltou: “Será que eu vou ter que ir lá bater a falta? Eu e o Júnior?” No final do jogo, sobrou para Gilberto Silva: “ Esperava o que do Gilberto Silva? É um jogador limitado”.

Já Cleber, na Globo, ousou criticar até Robinho – uma espécie de Pelé para certa crônica esportiva. “(Se) está num dia em que o drible não está saindo, deveria mudar o repertório”.

Irritado, Junior, no SporTV, fez coro: “A seleção brasileira jogou assim: chutão para cima”.

Até Falcão, o mais vaselina de todos os comentaristas, foi sincero esta noite: “O grande Kaká está fazendo falta, porque hoje não está tão grande assim”. No fim do jogo, também disse: “O Brasil não teve competência para ganhar”.

Seria bom se fosse sempre assim, não apenas quando a seleção joga como o Olaria.

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , , , , ,

Ver todas as notas

49 comentários para “A importância de chamar as coisas pelo nome”

  1. Gilmar de Azevedo Santos disse:

    Não sei se ainda temos uma seleção ou um grupo de ex-brasileiros usando a maltratando a nossa camisa amarela, tão bem vestida em anos anteriores, que saudades de Falcão, Zico, Junior, Pelé, Garrincha, Manga, Carlos, e tantos outros. Será que não tá na hora de vestir a amarelinha em jogadores que estão jogando e sofrendo no Brasil, seria mais digno com estes verdadeiros brasileiros. Qual é o motivo que leva a CBF escalar Gilberto Silva e aqueles outros e até mesmo Ronaldinho Fofinho.

  2. Gilmar de Azevedo Santos disse:

    Uma pergunta que não pode deixar de ser respondida. Se esses jogadores como Jô, Elano, Gilberto Silva, Kaka, ou melhor todos escalados para essa mediocre seleção, estivessem jogando no seria convocado? acho que não, pois nunca forma capazes de usarem a bela e tão maltratada camisa amarela. Espero que o Sr Ricardo teixeira observe os jogadores que atuam no campeonato brasileiro antes que seja requerido o imptima do mesmo, pois cabe por ser a entidade publica e pelo bem da saude dos brasileiros que tanto ama a seleção e que nos dias de jogas era um meio feriado com muita alegria e encontro de amigos e familiares. Até o prazer de gozar nos foi tirado pela incompetencia de Dunga e acompetencia dos patrocinadores abutres

  3. odair do nascimento disse:

    O amigo sabe onde fica o bairro de Olaria ?, pelo visto claro que não, bem como não conhece o seu passado brilhante através do seu time de futebol, a saber: Campeão Brasileiro da Taça de Prata (manjas), exportador de Washington e Cané (manjas) e com contas a prestar como todo o futebol do TIMEMANIA.

  4. Gilmar de Azevedo Santos disse:

    CONVOCAR JOGADORES QUE EESTÃO JOGANDO NO BRASIL E A SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA DA SELEÇÃO DE DUNGA. ACORDE DUNGA ANTES QUE O SONECA TOME O SEU CAFÉ DAS TRÊS.

  5. Arruda disse:

    Com esse “timinho” não passamos da 1ª fase da copa (isso se conseguirmos nos classificar). Qualquer seleção que jogar sem medo do Brasil sufoca essa coisa que chamam de “seleção”! Tá na hora de abrir os olhos e dá mais valor aos verdadeiros craques que jogam aqui, ao invés daqueles que foram para o exterior por que algum comentarista encheu a bola deles, “pedala Robinho”, basta!

  6. José Roque da Silva Neto disse:

    Acho que o Dunga não têm culpa ou tem? Primeiro nunca foi um craque, segundo quem foi o imbecil que estimulou-o a ser técnico. É uma fronta ao País dito como “País do Futebol” Se não tivéssemos técnicos competentes no nosso futebol, até dava para enganar, agora o que dizer de Wanderlei Luxemburgo (o chato) Murici Ramalho, Nelsinho Batista que é um baita técnico, o Mano Menezes. Se preciso cito mais uns vinte técnicos e todos melhores que o Dunga. Se o critério for ter jogado bem futebol, só o chato nunca foi um craque os demais, sim Murici, Nelsinho . . . O cara convocar o zagueiro Lúcio, Gilberto Silva, Josué, Mancini, Kleber do Santos e aind têm uma perebas no banco. Que vergonha!!

  7. Claudio disse:

    frase de Zico quando perguntado se gostaria de treinar a seleçao!opa seleçao nao, mercenarios! “Eu só trabalho com pessoas de bem” gente esse é o retrato de um futebol decadente salvo por alguns times q ainda conseguem levar torcedor ao seu estadio…quando eu vejo a seleçao Italiana,Espanhola,Uruguaia,Argentina jogar da uma empolgaçao q quando termina a partida da a ter vontade de jogar,porque sao jogadores q ganham dinheiro como os do brasil mas que dentro de campo mostram pq estao na seleçao de seus paises.gente quando eu vejo o brasil jogar com os mesmo “mela merda” de sempre com as mesmas jogadas da vontade de vomitar na televisao,ate jogo de tenis de mesa é melhor do que assistir jogo da seleçao brasileira…oq salva é o campeonato brasileiro q é bem disputado

  8. Edson disse:

    A VERDADE É UMA SO: O BRASIL NAO JOGADORES QUE FAÇAM A SELEÇAO VENCER QUALQUER SELEÇAO COM FACILIDADE. SÃO TODOS LIMITADOS SEM EXCESSAO.

  9. Vives disse:

    Como diz o Arnaldo Ribeiro, da Placar: o Robinho é o cara do quarto gol. Quando você precisa que ele decida a partida, não faz nada. Mas quando a gente joga contra o Equador, Venezuela, etc e estamos ganhando por 3 a 0, ele vai lá e faz mais um golaço.

    Resposta do Mauricio Stycer:
    Muito boa essa imagem.

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo