Publicidade

Publicidade
16/11/2009 - 01:26

“A Fazenda”: mais enxuta, sem reza e sem comercial

Compartilhe: Twitter

Na essência, “A Fazenda” continua o mesmo: subcelebridades de terceiro e quarto escalão em busca de um lugar ao sol, Britto Jr. tentando ser Pedro Bial e a Record falando da Record. Mas, em relação ao programa que estreou há cinco meses e meio, a segunda edição do reality show começou com alguns melhoramentos.

Em primeiro lugar, no lugar das duas horas e quarenta minutos da primeira estreia, desta vez foram apenas 120 minutos. Sem enrolação, direto ao ponto, os candidatos foram brevemente apresentados, não tiveram a chance de falar muita besteira e ainda foram submetidos a uma prova divertida.

Outro progresso foi visto no final. Na primeira estreia, os candidatos tomaram uma taça de espumante e, em círculo, comandados por Babi, fizeram uma prece. “Senhor, que a gente aprenda a ser um ser humano melhor”, começou a moça, antes de pedir: “Jesus, que todos nós tenhamos um salto em nossas carreiras”. Desta vez, repetiu-se a oferta de bebida, mas, na hora em que os participantes começaram a formar um círculo, o programa saiu do ar sem que pudéssemos ouvir qualquer oração.

É claro que houve espaço para inúmeras piadas involuntárias. A melhor de todas, sem dúvida, a frase de Sheila Melo, apresentada por Britto como “uma das loiras mais conhecidas do Brasil”, que disse: “Não precisa ser verdadeiro… Me tratando bem já tá bom.” Eis uma reflexão que vale como mantra para a vida.

MC Leozinho, como se estivesse no palco do Gugu ou do Faustão, agradeceu: “Estou muito feliz pelo convite”. Mauricio Manieri observou: “Não sou muito de me expor”. E Karina Bacchi nos informou: “Me arrependi muito de ter posado nua”.

Quase todos os participantes mereceram um “bem-vindo” do apresentador, mas Cacau Melo, depois de participações inexpressivas em novelas e programas da Globo, mereceu algo mais: “Bem-vinda à Record”, saudou Britto.

Mais uma vez, a emissora subverteu a lógica capitalista que rege o negócio da comunicação no Brasil, segundo a qual a publicidade financia a produção. O programa entrou no ar imediatamente depois do Gugu, sem intervalos comerciais, por volta das 22h20, e só foi interrompido às 23h45, depois de uma hora e vinte e cinco minutos.

Houve, então, um intervalo comercial de seis minutos, seguido de um segundo bloco do programa que durou oito minutos, um segundo intervalo de cinco minutos e, finalmente, um terceiro bloco do reality de quinze minutos. Resumindo, ao longo de duas horas, houve onze minutos de comerciais, alocados em dois blocos na última meia hora da atração.

Com essa estratégia, “A Fazenda” espera vencer a guerra da audiência nas noites de domingo.

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , , , , , ,

Ver todas as notas

246 comentários para ““A Fazenda”: mais enxuta, sem reza e sem comercial”

  1. Davi disse:

    Nunca que a fazenda vai ser melhor que o BBB !!!!

    • Ivan Ribeiro disse:

      Meu caro, merda é merda. Uma nunca pode ser pior que a outra.

    • wania disse:

      Discordo de você Davi, nunca consegui acompanhar o BBB, já a fazenda conseguiu me prender, com certeza por ser “A Fazenda” e não “A Casa”.

  2. insatisfeita disse:

    Acho que todos deveria, ver programas melhores que traz alguns peneficios como cultura! e não esses programas besta querendo que um monte de pessoas sem nem um pingo de inteligência vejo…para ganhar pontos!! Agora fica esses monte de pessoas sem celebro , ainda procurando qual p programa leal, o melhor!! se colocasse programas educativos na teve acho q a educação estaria bem melhor. e as pessoas bem mais inteligente.

    • MihHh disse:

      Insatisfeita, antes de todo esse comentário sobre programas educativos, reveja também ortografia ok?!?
      Não discordo de você, apenas preste atenção sempre ao criticar algo.

    • Cristina disse:

      Concordo com você. Falta bons programas de entrenimento cultural nos finais de semana, principalmente.
      Mas, também acho que você está com um português lamentável!!!

  3. rosangela disse:

    bom gastaria de parabenizar a record por que a fazenda é um sucesso des do 1* e agora no 2* reality show vai ser mais por que muitos criticar por que são puxa saco da clobo que só perde em invertar mentiras da record .

    parabém record continui assim por que o seu trabalho é honesto .

  4. Marcio Dutra disse:

    Ai meu Deus, a insatisfeita falando em educação e para o pessoal ter “célebro”. É mole?

  5. Alemão disse:

    Começou o “A Fazenda 2″ ? Eu declaro que; Não vou perder meu precioso tempo assistindo essa besteira”

  6. ivo disse:

    nao tenho tempo para assistir esses programas que nao possuem nenhum conteudo e portanto nao merecem atençao.

  7. Dina disse:

    Nunca assisti a fazenda, mas estou com vontade de ver ja que o Fantastico se tornou tao ruim.

  8. Fábio disse:

    Brito Junior é muito fraco, poderiam contratar o Bial.

  9. Annntôôônio Nuuunes!!! disse:

    Um lixo….., só “artista” quebrado e fora da mídia, prefiro ver “‘Dr Hollywood”, ou então assistir as pegadinhas do Silvio Santos mais velho que minha Avó, álias tem a Ruth Ronsi que já pereceu faz uns 30 anos, tá dificíl ver tv aos domingos.

  10. Humberto disse:

    Cuidado com a juiseca de m.erda que anulou os gols lícitos do botafogo e ajudou o flamengo no campeonato. Ela vai anular um bocado de coisas na fazenda. Por sinal meus pêsames aos telespectadores. Menos um horário para que se assita programinhas do tipo e que por azar DEVASTAM a programação que deveria ser de alto nível.

  11. wania Vilaça Maciel disse:

    Discordo de você Davi, nunca consegui acompanhar o BBB, já a fazenda consegui me prender até o desfecho. Com certeza por ser “A Fazenda” e não “A Casa”. É muito legal os animais, a natureza e as pessoas interagindo.

  12. Celi disse:

    Fazendo comparações o BBB é um pouco mais interessante que a Fazenda, Bial tem mais traquejo como apresentador de reality show que o Brito Júnior. No final eu prefiro assistir ao seriado do SBT “Supernatural”, que por sinal vem dando bons índices de audiência ao SBT. A série teve destaque até no Folha Online de 15/11/2009, é uma alternativa pra quem quer fugir das “Fazendas e novelas da vida”

  13. Patrovisk disse:

    Ah se esses “milhões gastos”, fossem investido em algum programa em que as pessoas adquiricem uma profissão… formação profissional, cursos tecnicos, etc, etc.algo com que eles podessem ganhar dinheiro… meu,curtir intrigas, confusões, falsidades, bundas e sedução… ô culturazinha de 1°.mundo merda…

  14. Ivair disse:

    Eu sei o motivo, Gil… é porque no fundo vc gosta do programa.
    Abraço.

  15. wania disse:

    Nunca consegui acompanhar o BBB, já A Fazenda conseguiu me prender até o final, com certaza pelo ambiente rural: os animais, a natureza e pessoas interagindo… é muito legal!

  16. Marley disse:

    Toda vez que essas programações estão no ar procuro nao assistir p/ não poluir minha inteligência com tanto besterol….Acho horrivel o bg brother e essa fazenda veio p/ acabar…ridiculo!!!valeu!

  17. Carlos Alberto Ortega disse:

    Como já disse, quem conhece esse subrepórter Maurício Stycer de terceiro ou quarto escalão? O IBOPE informou que a Record bateu a Globo por 19 a 14 pontos na noite de domingo. E estee subrepórter acha que o Brito Jr. quer ser Pedro Bial. Ah! Ah! Toma aí. Como disse, talvez na próxima vez eles te convidem para participar da Fazenda para que todos possam conhecer o subrepórter que é você. Como você já trabalhou na Folha de SP, já sabemos o formador de opinião que é você. A Folha fez parte dos anos de chumbo, servindo os militares na desinformação e da contrainformação. Taí o seu DNA. Vai para a Globo que você tem todo o perfil que eles precisam para tentar derrotar a Record. Vai perder tempo, mas se quiser tentar, será parte do espólio da Globo. O Roberto Marinho já está se remexendo no caixão.

  18. Ivair disse:

    Concordo, Carlos. Essezinho aí deve ser carta marcada da globo e não se conforma com a decadência da mesma.
    Tadinho dele. Vai ter que engolir.
    Abraço.

  19. Lédson disse:

    Já eu adoro “BBB” e não consigo ver “A Fazenda”. Os que não gostam de um deles ou de nenhum SEMPRE usam a desculpa de que são programas fúteis, que é para gente burra, sem cultura… Que desculpa dar para não ficar por baixo, né? Essas aí já se tornaram clichê. Aposto que dariam tudo para concorrer a uma vaga. hehe
    Ninguém nunca está satisfeito com nada, e nem pode ver uma multidão gostar de algo que não é do seu agrada que dispara logo insultos. Essas pessoas deveriam estar (senão com o pc desligado, lendo um livro, estudando, lendo jornal) em sites de cultura, lendo e comentando do que gostam. Mas muitos brasileiros gostam de barraco… Em vez de ver outros discutindo na tv, preferem eles mesmos aprontarem por aqui.. =/
    Por que falam mal também de um program que não tem nada de inútil como “O Aprendiz”??
    O erro não está em nós que gostamos de realities.

  20. Jane disse:

    Quando vc não tiver nada mais interessante pra fazer,então se contente com esses programas que só nos mostram como estamos atrasados intelectualmente…Lamentável que este tipo de programa tenha tantos telespectadores…

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo