Publicidade

Publicidade

22/10/2008 - 09:54

João Saldanha entra na disputa pela prefeitura do Rio

Compartilhe: Twitter

Eleição é realmente uma caixinha de surpresas. Não é que o candidato Eduardo Paes (PMDB) conseguiu colocar o falecido João Saldanha no meio da disputa e, de quebra, provocar a ira de um monte de gente?

Tudo começou na segunda-feira, 20, quando Paes disse, mais uma vez, que Fernando Gabeira (PV) não saberá o que fazer com o Rio de Janeiro caso seja eleito prefeito, que não tem propostas e que se limita a criticar as propostas do rival. “Ele virou um comentarista, o João Saldanha da política”, disse Paes.

Eu, pessoalmente, teria entendido o comentário como um elogio, mas a família Saldanha, com o apoio de Oscar Niemeyer, divulgou uma carta de repúdio à declaração. “O ex-secretário de Esporte do Estado do Rio de Janeiro parece não saber quem foi João”, começa o texto. E aproveita a oportunidade para elencar o brilhante currículo de Saldanha, tanto como jornalista, quanto homem do futebol (foi diretor e técnico), e ainda como articulador de inúmeras propostas para o desenvolvimento do esporte.

O texto termina com uma lição para o candidato Paes, que já exerceu função executiva na área de esportes:

João Saldanha acreditava que, em uma política de esporte e cidadania, o esporte social – o esporte cidadão, voltado ao atendimento das camadas mais pobres da população, praticado em escolas, clubes e bairros populares – e o esporte de alto-rendimento  – o que busca performance e conquista de medalhas e campeonatos – não são excludentes, ao contrário, se complementam. Defendia que o poder público em um país como o Brasil tinha obrigação de investir a maior parte de seus recursos no Esporte Social.

Paes podia dormir sem essa.

Autor: - Categoria(s): Política Tags: , , ,
Voltar ao topo