Publicidade

Publicidade

06/04/2009 - 19:06

BBB9 – Leitores apertam o crítico sobre eliminação de Ana

Compartilhe: Twitter

Ainda na madrugada, menos de uma hora depois da eliminação de Ana, comecei a receber mensagens me provocando com perguntas . “E agora, vai dizer o quê? A enquete do iG não dizia que o Max ia sair?” “E agora, não vai falar nada?”

A provocação dos leitores ocorreu em resposta a um texto publicado aqui no último dia 31 de março. Com o título “BBB9 – Globo se recusa a esclarecer dúvida sobre votação”, o post recebeu até agora 2.061 comentários – o recorde deste blog.

Para quem não está acompanhando essa novela, questionei, naquele post, pela segunda vez, a falta de transparência da Globo em relação aos números de dois paredões (Ana x Ralf e Ana x Josy), cujos resultados anunciados foram muito diferentes dos apontados pelas enquetes dos principais sites que acompanham o programa.

Deixei claro que as enquetes não têm valor científico, mas costumam ser um indicador confiável dos humores do público que assiste o BBB.

Todas as enquetes que acompanhei naqueles dois paredões apontavam vitória apertada, de um ou de outro candidato, mas em ambas as votações Ana venceu com folga – Ralf saiu com 64% e Josy perdeu com 69% dos votos.

Em resposta a questionamentos semelhantes, a emissora disse apenas que os votos são recebidos por meio de três plataformas (internet, SMS e telefone), cada uma com um peso diferente. O que significa dizer que a forma escolhida para votar pode determinar o resultado, mas o eleitor não sabe, porque nunca foi informado, qual é o peso relativo de cada voto.

No caso do paredão Ana x Max, nenhuma das enquetes que acompanhei acertou o placar. Duas, a do jornal “O Globo” (53% para Ana sair) e do portal UOL (50,3% para Ana sair), captaram a intenção da maioria dos eleitores em ver a loirinha fora da casa (ela foi eliminada com 58% dos votos). As enquetes do iG (46% para Ana sair) e do Fuxico (45,4%) apontaram tendência inversa.

Todos as enquetes, portanto, consideravam que a disputa estava apertada. O resultado final não chega a refletir isso, mas mostra que a vitória de Max não foi um passeio. Uma situação muito diferente, a meu ver, das duas que questionei anteriormente.

Observação: Como de hábito, lembro que os comentários dos leitores são muito bem-vindos. Aceito todo tipo de crítica, mas não publico ofensas.

Autor: - Categoria(s): Internet, televisão Tags: , , , , , , ,
04/03/2009 - 15:30

BBB9 – Globo deve explicação sobre placar da eliminação

Compartilhe: Twitter

Dessa vez não foram apenas os mais variados sites que erraram o resultado final da votação que levou à eliminação de Ralf do BBB. O apresentador Pedro Bial também errou feio. Bial abriu o programa informando que a disputa estava apertadíssima – seria o paredão mais disputado desta edição do programa. Ao falar com os participantes, ainda no primeiro bloco, contou a mesma história. No segundo bloco, Bial disse mais uma vez que a “batalha” estava apertada e que o número de votos se aproximava de 36 milhões. A enquete do iG corroborava esse clima, apontando a permanência de Ana por uma mínima margem – 52% a 48%. 

O resultado final, tal como anunciado pela Globo, indicou total ausência de disputa entre Ana e Ralf. O candidato foi eliminado com 64% dos votos – um massacre. O que será que aconteceu? Entre o último aviso de Bial sobre a disputa acirrada e o resultado final, houve uma cena forte, provocada pelo apresentador. Ele perguntou a Naiá como via a possibilidade de Ana sair do programa. Naiá desandou a chorar, forte, e falar do seu sentimento de perda, como mãe, que já viu cinco filhos saírem de casa – uma delas, inclusive, disse, mora fora do país. Bial esticou a conversa (e o choro de Naiá) dizendo que filhos são como flechas,  crescem e partem. Naiá chorou ainda mais e lamentou a perda que seria a saída de Ana.

O que houve? A mudança radical no placar da eleição deve-se a esta cena? Ocorreu em questão de minutos? Em nome da transparência e da credibilidade do programa, seria interessante o público ser informado. Do contrário, restará a suspeita (não a primeira, diga-se) de que os resultados do BBB são manipulados.

Em tempo: mencionei este problema da votação na crítica que escrevi sobre o programa de ontem, mas foquei o texto em outros aspectos da edição, em particular a perda de prestígio de Max e Francine e a súbita alta na cotação de Prisicila.

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , , ,
Voltar ao topo