Publicidade

Publicidade

31/01/2009 - 10:00

FHC diz que Osesp corria “risco” com Neschling

Compartilhe: Twitter

A demissão do maestro John Neschling do comando da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, tema de longa reportagem  publicada na sexta-feira no Último Segundo, continua repercutindo. Em entrevista  ao jornal “O Estado de S.Paulo” neste sábado, Fernando Henrique Cardoso, presidente do Conselho de Administração da Fundação Osesp, falou que a permanência de Neschling colocava a orquestra em risco:

Nós precipitamos a saída do maestro porque uma orquestra para funcionar precisa de harmonia. Ele quebrou essa harmonia e não só com o conselho, mas em todas as instâncias. Uma orquestra que, como ele diz, está em um momento delicado de sua trajetória, não pode ser sujeita a isso. O risco para a orquestra seria maior sem a substituição.

FHC também comentou o histórico de desavenças entre Neschling e o governador José Serra, a quem o maestro atribui pressões pela sua demissão. O presidente dá a entender que houve, sim, pressões no início da gestão Serra à frente do governo do Estado (2007), mas que o conselho protegeu o maestro:

Se o governador fez pressão no início, nunca mais fez. Se houve qualquer movimento, fizemos uma barreira. A relação com o governo precisa ser harmoniosa e isso significa ouvir e ser ouvido, de acordo com as obrigações de cada um.

Por fim, FHC nega, como publicado no Último Segundo, que a demissão de Neschling tenha ocorrido por comunicação via e-mail. Segundo ele, o embaixador Rubens Barbosa, membro do Conselho da Osesp, comunicou Neschling da demissão por telefone:

Mas ele não foi afastado por e-mail. Avisei por e-mail que o embaixador Rubens Barbosa (membro do conselho da Osesp) iria comunicar a ele por telefone a natureza do assunto importante que precisávamos tratar. Depois disso, mandei por correio a carta de demissão e, a pedido dele, uma cópia por e-mail. E, também, convenhamos que hoje em dia o e-mail é uma forma natural de correspondência.

PS. Este blog acolhe comentários sobre os temas discutidos, e não faz qualquer tipo de restrição às opiniões emitidas, desde que respeitados os princípios da boa educação. Em atenção aos leitores que aqui entram para dialogar sobre os temas tratados, não publico comentários sobre assuntos sem nenhuma relação com o que é discutido.

Autor: - Categoria(s): Blog, Cultura Tags: , , , ,
Voltar ao topo