Publicidade

Publicidade

06/10/2008 - 12:05

Cara de pau não garante eleição

Compartilhe: Twitter

Este blog não trata de política, mas o repórter que publica notas aqui acompanhou as eleições para o Último Segundo. Entrevistei dois candidatos a vereador que me surpreenderam pela autenticidade, quase cara de pau. O apresentador Sergio Mallandro declarou: “Malandro por malandro, vote no verdadeiro. No Mallandro do bem, no Mallandro trabalhador. Trabalhei a minha vida inteira”. Não colou: com 22.066 votos o candidato do PTB não foi eleito. Já o empresário Oscar Maroni, dono do Bahamas, declarou que preferia legislar em causa própria, e defender um projeto que lhe traria benefícios, do que “vir com aquela hipocrisia de saúde, educação e escola”. O efeito foi menor ainda: o candidato do PT do B conseguiu apenas 5.804 votos. Também ficou longe de conseguir um posto, na Câmara de Vereadores do Rio, Cleilton Ferreira, candidato pelo PMDB, que defendia a aplicação dos recursos do IPTU nos bairros onde o imposto foi pago. O “homem do IPTU”, como se autodenomina, teve 5.140 votos. 

Outra candidata que cruzou com os interesses deste blog foi a cantora Gretchen. A mãe de Thamy Miranda, “tia” de Carolina Miranda e irmã de Sula Miranda disputou a prefeitura da ilha de Itamaracá (PE) pelo PPS. Outro fiasco: Maria Odete Brito de Miranda ficou em terceiro lugar, com 343 votos, ou 2,85% do total. 

Por fim, como ocorre em toda eleição, mas nunca deixa de surpreender, percebo que, somente na cidade de São Paulo, 17 candidatos a vereador não registraram nenhum voto… Nem o próprio! É verdade que nessa lista aparecem os nomes de candidatos que tiveram votos, mas a justiça eleitoral não os registra pois as candidaturas estão sub judice. Mas sempre tem alguém que se inscreve para disputar a eleição e depois desiste. Ou se esquece…

Autor: - Categoria(s): Política Tags: , , ,
23/09/2008 - 13:31

Gretchen, Caroline, Thamy, Sula: a saga da família Miranda

Compartilhe: Twitter

Uma notícia no Babado me chamou a atenção nesta terça-feira. Dizia assim: “Carol Miranda fará pornô sem perder a virgindade”. Extraordinário, pensei. E comecei a navegar.

Minha primeira surpresa está ligada ao fato de que nunca havia ouvido falar de Caroline Miranda. A segunda surpresa foi ter descoberto que ela é superfamosa. Caroline já apareceu em dois ensaios. Na edição de junho da “Vip”, ela surge em fotos “sensuais”, seminua, fazendo a faxina de um apartamento, cozinhando e bebendo água da bica. Ela é apresentada como “sobrinha de Gretchen” e um titulo bombástico: “É a nova rainha do bumbum”. Na “Sexy”, que a colocou na capa da edição de agosto, ela aparece peladona, mostrando tudo (ou quase tudo) que é possível mostrar num ensaio desses. O título, na capa, é idêntico ao da “Vip”.

Com base nesta rápida consulta ao Google e ao You Tube, descobri, então, que Caroline Miranda é sobrinha da Gretchen. Hoje candidata a prefeita de Itamaracá (PE), pelo PPS, Gretchen dispensa apresentações, mesmo para os leitores deste blog desinformado. Apenas lembro que, graças ao seu talento como cantora (“Freak Le Boom Boom”, “Conga Conga Conga” e o “Melô do Piripipi”, entre outros clássicos), Maria Odete Brito de Miranda (seu nome de batismo) ficou merecidamente conhecida na década de 80 como a Rainha do Bumbum.

Pois eis que o título que um dia foi de Gretchen hoje pertence a uma moça chamada Mulher Melancia. Não vou aqui entrar em detalhes, mas achei na internet um vídeo em que o repórter explica a razão do apelido ao exibir as curvas da moça, numa tomada de perfil, chamando a atenção dos espectadores que estamos vendo apenas a metade do volume.

Sobrinha da rainha original, Caroline Miranda veio a público, nos últimos meses, exigir que o título seja seu, e não da Mulher Melancia. Os sites de celebridades estão repletos de notícias sobre essa rusga entre as duas mulheres, ambas a disputar a coroa que um dia pertenceu a Gretchen.

Ah! Já ia me esquecendo. Gretchen resolveu passar a coroa para Caroline depois de enfrentar uma grande decepção com a filha, Thamy, originalmente destinada ao posto. Há coisa de um ano, Thamy apareceu num ensaio na “Sexy” em fotos sensuais, ousadas, com a sua namorada, a também famosíssima modelo Julia Paes. Em várias entrevistas, Thamy deixou claro, por motivos óbvios, que não tinha o menor interesse em ser a Rainha do Bumbum.

Foi aí que Gretchen resolveu se voltar para a sobrinha Caroline, transmitindo-lhe um cetro que sempre pertenceu a ela, de direito, mas que a Mulher Melancia julga ser seu, de fato. O bate-boca entre Caroline e Mulher Melancia rendeu muitos programas de tevê, notícias bombásticas em vários sites, uma verdadeira polêmica… Até que ocorreu uma reviravolta na história.

Apareceu Sula Miranda, irmã de Gretchen. As duas começaram juntas, no grupo As Mirandas, mas o destino quis que seguissem carreiras separadas. Enquanto Gretchen tornava-se a Rainha do Bumbum, Sula voltou-se para a música sertaneja e foi coroada Rainha dos Caminhoneiros na década de 80. No início deste século, depois de uma longa trajetória, de muitos discos e programas de tevê, Sula anunciou que não iria mais cantar. Logo, porém, converteu-se a uma igreja evangélica e gravou, no ano passado, um disco com canções religiosas.

Sula estava quieta no seu canto quando viu surgir Caroline Miranda. E pensou: se Caroline é sobrinha de Gretchen, também é minha sobrinha. Revirou o passado em busca desta ancestralidade, mas nada encontrou. Foi obrigada, então, a vir à público e denunciar a fraude: Caroline Miranda não é sobrinha de Gretchen. Confrontada com a denúncia da irmã, a ex-Rainha do Bumbum não tinha como argumentar. Saiu-se, então, com essa: Caroline é sobrinha do meu atual marido e, por extensão, também é minha sobrinha.

É neste momento em que, percebendo que a situação pode se complicar para o seu lado, Caroline saca a sua nova arma. Caroline declara-se virgem. Sempre haverá quem diga que é uma jogada de marketing. Imagina… As ousadas fotos que fez mostram uma mulher bem, digamos assim, desinibida, com prótese de silicone nos seios, mas e daí? Não pode ser virgem? E uma produtora de filmes pornográficos nota neste enredo uma chance de ouro: um filme pornô com uma virgem – com a promessa de, ao final da fita, ela permanecer virgem. Extraordinário.

Num segundo filme, anunciam os produtores, ela finalmente perderá a virgindade. Ou, “o selinho”, como Caroline gosta de cantar, ao lado do MC Lip, num funk com letra finíssima, também disponível no You Tube.

Encerrei a leitura dessas páginas achadas no Google e no You Tube com a certeza de que a saga da família Miranda rende um belíssimo filme.

Autor: - Categoria(s): Colunismo social Tags: , , ,
Voltar ao topo