Publicidade

Publicidade

06/04/2009 - 19:06

BBB9 – Leitores apertam o crítico sobre eliminação de Ana

Compartilhe: Twitter

Ainda na madrugada, menos de uma hora depois da eliminação de Ana, comecei a receber mensagens me provocando com perguntas . “E agora, vai dizer o quê? A enquete do iG não dizia que o Max ia sair?” “E agora, não vai falar nada?”

A provocação dos leitores ocorreu em resposta a um texto publicado aqui no último dia 31 de março. Com o título “BBB9 – Globo se recusa a esclarecer dúvida sobre votação”, o post recebeu até agora 2.061 comentários – o recorde deste blog.

Para quem não está acompanhando essa novela, questionei, naquele post, pela segunda vez, a falta de transparência da Globo em relação aos números de dois paredões (Ana x Ralf e Ana x Josy), cujos resultados anunciados foram muito diferentes dos apontados pelas enquetes dos principais sites que acompanham o programa.

Deixei claro que as enquetes não têm valor científico, mas costumam ser um indicador confiável dos humores do público que assiste o BBB.

Todas as enquetes que acompanhei naqueles dois paredões apontavam vitória apertada, de um ou de outro candidato, mas em ambas as votações Ana venceu com folga – Ralf saiu com 64% e Josy perdeu com 69% dos votos.

Em resposta a questionamentos semelhantes, a emissora disse apenas que os votos são recebidos por meio de três plataformas (internet, SMS e telefone), cada uma com um peso diferente. O que significa dizer que a forma escolhida para votar pode determinar o resultado, mas o eleitor não sabe, porque nunca foi informado, qual é o peso relativo de cada voto.

No caso do paredão Ana x Max, nenhuma das enquetes que acompanhei acertou o placar. Duas, a do jornal “O Globo” (53% para Ana sair) e do portal UOL (50,3% para Ana sair), captaram a intenção da maioria dos eleitores em ver a loirinha fora da casa (ela foi eliminada com 58% dos votos). As enquetes do iG (46% para Ana sair) e do Fuxico (45,4%) apontaram tendência inversa.

Todos as enquetes, portanto, consideravam que a disputa estava apertada. O resultado final não chega a refletir isso, mas mostra que a vitória de Max não foi um passeio. Uma situação muito diferente, a meu ver, das duas que questionei anteriormente.

Observação: Como de hábito, lembro que os comentários dos leitores são muito bem-vindos. Aceito todo tipo de crítica, mas não publico ofensas.

Autor: - Categoria(s): Internet, televisão Tags: , , , , , , ,
02/04/2009 - 11:53

BBB9 – Duas dúvidas: Boninho acredita em enquetes? Por que a aula de sexo anal sumiu?

Compartilhe: Twitter

Uma dúvida sobre o BBB me ocorreu na manhã desta quinta-feira, depois de ler na “Folha” que o diretor do programa, Boninho, disse acreditar num paredão final entre as três mulheres que restam na casa. Segundo ele, caso Max não vença a prova do líder, será indicado ao paredão de domingo e, contra quem quer que dispute, deverá ser eliminado.

Minha dúvida: com base em que Boninho pode fazer essa afirmação? Depois de alguma reflexão, levantei duas hipóteses: 1. cabe a ele decidir quem vai ganhar e quem vai perder; 2. as enquetes têm mostrado a queda da popularidade de Max. Como eu tenho certeza que a primeira hipótese é falsa, só me resta a segunda. Ou seja, Boninho fez esse prognóstico com base em enquetes.

Bom, se Boninho acredita em enquetes, a ponto de prever para a “Folha” quem irá para a final do programa, só nos resta acreditar também. Isso me tranqüiliza, muito, já que escrevi aqui sobre a dúvida que causou, em duas ocasiões, o resultado final de um paredão (Ana x Ralf e Ana x Josi) ser tão diferente do prognóstico das enquetes.

A Globo respondeu que o voto na internet (o mesmo voto das enquetes) não é o único que decide quem fica e quem sai do BBB. É preciso também levar em consideração os votos dados por telefone e por SMS (torpedo) – e  cada voto tem um peso diferente, explicou a emissora.

Retomo, então, à minha dúvida: como Boninho pode afirmar que Max deve ser eliminado, caso não seja o líder, apenas com base no que dizem as enquetes? E os votos por telefone e SMS?

O que aconteceu com a aula de sexo anal?

Como já escrevi antes, esta é a primeira vez que assisto o BBB regularmente. Devo também confessar que não sou um viciado em televisão – assisto alguns programas e às vezes, para me distrair, como todo mundo, fico zapeando de um canal para o outro, até cansar.

Faço essa introdução para repartir com os leitores uma dúvida: é comum aula de sexo anal na televisão? Eu nunca assisti, mas pode ser que seja algo muito corriqueiro na tevê brasileira, e eu esteja totalmente por fora. Só isso – o fato de ser muito batido – pode explicar a decisão de não mostrar, na edição de quarta-feira do BBB9, a aula de sexo anal que Francine deu para Ana, Priscila e Max na madrugada do mesmo dia.

Alertado por diversos leitores, assisti no You Tube a cena, de 10 minutos, em que uma debochada Francine explica, para diversão e constrangimento dos outros três, como praticar sexo anal. Jornalistas gostam de dizer, brincando, que se um cachorro morde o homem não é notícia, mas se um homem morde o cachorro, aí sim, temos uma novidade. A aula de Francine no BBB não foi uma novidade? Não mostrou algo diferente sobre a personagem e sobre os demais candidatos? 

Observação: Desnecessário dizer que não serão publicados comentários com ofensas, palavrões, grosserias etc. Quem quiser discutir os assuntos propostos aqui, seja muito bem-vindo.

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , , , , , , ,
31/03/2009 - 12:56

BBB9 – Globo se recusa a esclarecer dúvida sobre votação

Compartilhe: Twitter

Pela segunda vez neste BBB, os resultados das enquetes realizadas por diferentes sites, inclusive o iG, foram muito diferentes do placar final de um paredão. A primeira vez que isso ocorreu, na disputa entre Ana e Ralf, as enquetes apontavam uma disputa apertadíssima (com vitória de um ou de outro, dependendo do site), mas o placar oficial, anunciado pela Globo, mostrou uma vitória tranqüila de Ana.

O mesmo fenômeno repetiu-se neste domingo. Enquanto as enquetes sugeriam que a disputa estava acirrada entre Ana e Josy, o resultado final indicou novamente uma vitória folgada de Ana.

Embora as enquetes de Internet não tenham valor científico, porque indicam a preferência apenas daqueles que querem votar, e não do conjunto da população, elas têm sido um indicador confiável dos humores do público que assiste o BBB.

Por esse motivo, os dois paredões vencidos por Ana provocaram tantas reclamações, tanto nos comentários dos leitores aqui no iG e em outros sites, quanto diretamente junto à Rede Globo. A emissora, em notícia publicada nesta terça-feira pela Agência JB, não comenta os resultados das enquetes. Apenas esclarece que os votos são recebidos por três plataformas diferentes: telefone, SMS (o popular torpedo) e Internet.

Segundo a Globo, cada plataforma tem um peso diferente na contabilização dos votos, mas não revela qual é o peso de cada uma. “A ponderação dos votos é usada para garantir a representatividade estatística das três diferentes plataformas de votação”, disse a assessoria de comunicação da emissora à Agência JB. É exatamente, sem tirar nem por, a mesma resposta que a Globo deu ao site especial do iG em 17 de fevereiro.

Repito a minha opinião, que expressei na ocasião da polêmica sobre a eliminação de Ralf: “Em nome da transparência e da credibilidade do programa, seria interessante o público ser informado. Do contrário, restará a suspeita (não a primeira, diga-se) de que os resultados do BBB são manipulados.”

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , , , , , ,
16/03/2009 - 10:34

BBB9 – Em defesa de Boninho, o estressado

Compartilhe: Twitter

Como disse o Bial no programa de domingo, estão todos “destroçados pelo estresse”.  Já estamos há mais de dois meses confinados nesta casa e começamos a perder a paciência. Quando falo “nós” estou me referindo a todo mundo: ao público, à produção e aos candidatos – estamos todos confinados, certo?

A bronca que alguém da produção (quem será?) deu em Ana na noite de sábado deixa claro que, talvez, já tenha passado da hora de terminar com esta edição. Preste atenção no vídeo  que expõe a bronca. Ninguém na casa dá sinais de espanto com o que ouve. 

“Dona Ana Carolina, esse aviso é pra senhora e pra dona Naiá: esse alicate não está esterilizado, a dona Naiá é diabética, se essa merda inflamar, eu vou arrancar o seu braço. Então para de brincar com o alicate”.

Os ânimos estão exaltados. Sei que vou levar pedradas, mas se eu estivesse no lugar de quem acompanha esses coitados 24 horas por dia, há 61 dias, teria explodido muito antes. E acho que teria explodido, também, com a Ana. Outro dia ouvi a loirinha reclamar com a Josi que Max não lavou a louça direito. “Se vai fazer alguma coisa faz direito”, protestou Ana. “Lava você, menina”, eu teria respondido, mal educado.

Ao tentar provocar uma intriga entre Francine e Max, Ana elogiou um ex da “amiga”: “Pela carta, ele (um certo Dejota) gosta muito de ti. E demonstrava gostar de ti mesmo quanto tu não era nada”, disse Ana para Fran. Do jeito que estou mal-humorado, eu seria capaz de responder: “Vai cuidar da sua vida, minha filha!”

Por essas e outras, até entendo a irritação da Voz que ameaçou arrancar o braço de Ana se “essa merda” (o dedo de Naiá) inflamar. Já imaginou o problema? Arrumar um podólogo, um médico, atendimento especial… Enfim, se já está difícil a Naiá deixar a casa, caso o seu dedo inflamasse ela iria morar no Projac até o fim do ano – e o estresse do Boninho iria parar na lua!

PS. Escrevi no domingo à noite, no site especial do iG, sobre um momento muito divertido do programa. Depois de ouvir Bial interrogar os confinados sobre vários acontecimentos ocorridos ao longo do dia na casa, Naiá se disse surpresa com o nível de conhecimento do apresentador e desabafou, aparentemente sem saber que ainda estava no ar: “O que o Bial faz de tarde? Com esse salário dele… Vai trabalhar, Bial”. A íntegra do texto pode ser lida aqui.

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , , , , ,
Voltar ao topo