Publicidade

Publicidade

10/08/2009 - 11:04

Briga de mulheres: de “Seinfeld” a “Caminho das Índias”

Compartilhe: Twitter

No último episódio da oitava temporada de “Seinfeld”, intitulado “The Summer of George”, Elaine e dois colegas de escritório fazem fofoca sobre Sam, uma moça desengonçada que trabalha na mesma empresa. Um deles diz que os braços de Sam, ao andar, balançam como “salames”. O outro o corrige e diz: “Ela anda como um orangotango”. Elaine comenta: “Melhor chamar o zoológico”. O primeiro colega faz um som, imitando um gato: “Grrrr…”. “O quê?”, pergunta Elaine. “Ssssss”, responde o outro colega. E o primeiro acrescenta: “Felina…”

Indignada por ficar com a fama, Elaine comenta a cena ocorrida no escritório com Jerry Seinfeld, que apenas observa e grunhe: “Grrrrr…” Não vou entrar em detalhes sobre os desdobramentos do episódio – genial como sempre e que inclui uma participação especialíssima da atriz Raquel Welch, no papel de uma prima donna decadente chamada Raquel Welch.

O fato é que, a certa altura, Elaine pergunta a Jerry porque os homens gostam tanto de ver brigas entre mulheres. Ou “catfight”, como diz Kramer. A resposta do humorista é puro Seinfeld: “Os homens acham que quando duas mulheres estão se agarrando e arranhando existe uma possibilidade, sabe-se lá como, de elas se beijarem”.

Dois episódios na última semana me fizeram voltar a Seinfeld. O primeiro ocorreu no lançamento da “Playboy” que traz a ex-BBB Priscila na capa. Quem não acompanhou o programa deve ter estranhado que Priscila vetou a entrada de Ana, colega de confinamento, na festa da revista, num bar, no Rio. “Grrrrr”, diria Seinfeld. Priscila foi alvo de várias intrigas durante o BBB9, protagonizadas por Maíra, Josy, Naiá e Ana. E mostrou que, passados quatro meses do encerramento do programa, não esqueceu de nada. “Sssss….”

A outra briga foi mais pesada. Deu-se no horário nobre da Globo, na novela “Caminho das Índias”. Depois de descobrir que seu marido havia presenteado uma amiga sua, Yvone (Letícia Sabatella), com jóias caríssimas, a perua Melissa (Christiane Torloni) parte para o ataque. Na sala de massagens do clube, Melissa tira o chapéu antes de dar uma surra em Yvone com uma violência que não se via desde que Maria Clara (Malu Mader) trancou o banheiro e acabou com Laura (Claudia Abreu) na novela “Celebridade” (2003).

A discussão sobre qual briga foi melhor, digo, mais bem encenada, já corre solta na Internet. Pelas participantes envolvidas, gostei mais da briga na novela de Gilberto Braga, mas reconheço que a cena exibida na novela de Gloria Perez não é uma pancadaria de se jogar fora. “Catfight”…

Autor: - Categoria(s): Colunismo social, televisão Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
05/08/2009 - 09:51

Comprei a “Playboy” só para ler o poema do Bial

Compartilhe: Twitter

Foi, por muito tempo, uma piada, mas dizia muito sobre a qualidade do conteúdo da edição brasileira da “Playboy”: “comprei a revista só para ler a entrevista do mês”. E não apenas a longa entrevista, normalmente resultado de várias sessões com o entrevistado, mas também as reportagens e textos de ficção, toda edição de “Playboy” oferecia, para além dos ensaios fotográficos, muita coisa para ler.

Depois de muitos anos sem comprar, fui às bancas atrás da edição especial de aniversário, que comemora 34 anos da revista. Na capa, acompanhada apenas de um ponto de exclamação ao lado de seu nome, um sapato de salto alto e notas de dólares presas a uma liga, Priscila olha para o leitor com uma cara entre safada e surpresa.

Levei um susto, lendo o editorial, ao descobrir que hoje a revista destina-se a um leitor de “mãos viris”. Mas segui em frente. Lá dentro, em quase 30 páginas, Priscila Pires exibe as suas qualidades num ensaio que se propõe a simular uma fantasia, intitulado “Princesa devassa”, mas que mostra a sul-mato-grossense exatamente como os espectadores do BBB9 a viram, apenas sem nenhuma roupa.

A cereja do bolo, diferentemente do anunciado, não é o piercing na região mais íntima, mas o “poema” que Pedro Bial se propôs a escrever sobre a moça. Intitulado “Para minha princesa”, a obra em 22 versos termina assim: “Eu sou súdito da Princesa Priscila! / Súdito da Princesa Priscila, e isso não é para quem pode. / É só para quem quer”.

A entrevista do mês, com a atriz Christiane Torloni, ocupa oito páginas, mas não se compara, em interesse e diversão, às 20 perguntas dedicadas a Joel Santana, no finzinho da revista. Além de desancar Dunga, o técnico da seleção da África do Sul fala com a sinceridade habitual sobre vários assuntos – o seu inglês precário, os críticos, a sua experiência fracassada no Corinthians e diz o que pensa de jogadores que não gostam de treinar: “O cara tem que escolher se quer ser jogador de futebol ou pagodeiro.” Vale a pena.

Autor: - Categoria(s): jornalismo, televisão Tags: , , ,
24/07/2009 - 14:33

Socorro! O BBB9 volta a assombrar

Compartilhe: Twitter

Vou fazer uma confissão pessoal: ando atormentado por um pesadelo – o de que o “BBB9” ainda não acabou. Na tarde desta última quinta-feira, vi gritar na Internet uma notícia impressionante: “Naiá negocia posar nua na Playboy”.  Algumas horas depois, no afã de acalmar os fãs mais agitados, a revista divulgou um comunicado à imprensa: “A Playboy, ao contrário do que vem sendo noticiado, não está em negociação com a BBB Naiá.”

Mas o tormento continua. Na tarde desta sexta-feira, chegou a seguinte notícia na minha caixa postal: “Josy grava no Midas Studios”.  Abro o e-mail e lá está a boa nova: a ex-BBB está gravando um disco. A “música de trabalho”, ou seja, aquela que vai encher os nossos ouvidos, tem o criativo nome de “Fall in Love Again”. E mais: informa a sua assessoria que, “apesar de muito tempo confinada na casa do programa, a cantora não pode demonstrar alguns de seus talentos, como o de tocar piano muito bem”.

A semana já havia começado com uma bomba: Francine rompeu o namoro com Max, disse que faltava “pegada” ao rapaz e chegou à conclusão que foi usada pelo colega de confinamento durante o programa. Com gravidade, Francine denunciou: “Ele é um produto. As caretas são sempre as mesmas e isso não é à toa. Enquanto o produto vender, para que mudar?”.

O campeão do BBB respondeu: “Pra quem disse que nunca me machucaria ou me denegriria, taí. Lamento tudo isso. Dizer que eu usei para me promover? Eu ganhei o BBB mais difícil de todos, com conduta, respeito e ética!”

O que Flavio anda pensando disso tudo? Ainda não comentou a separação, mas no último fim-de-semana foi fotografado junto com Max numa festa no Morro da Urca, no Rio de Janeiro. Vamos aguardar o seu pronunciamento…

E Ana Carolina? A loirinha está envolvida no lançamento de uma revista masculina, a “Vip”, que a estampa na capa, protegendo os seios com os braços, e a legenda: “A estrela que nasceu no Big Brother 9”. Convidada a comentar a separação de Max e Francine, seus rivais no programa, ela disse: “Nunca acreditei, nunca vi amor entre eles. Eu via uma amizade, sem carinho de homem e mulher”.

Descobri que Ana Carolina está tão atrapalhada com sua carreira que não tem tempo de deixar São Paulo para visitar o pai, preso em Santa Catarina, acusado de participar de uma quadrilha que explora caça-níqueis. “Ele é inocente e está com a consciência tranquila, assim como eu”, disse ela.

A partir da semana que vem, e até o início de agosto, todos esses personagens vão ceder espaço à Priscila, cuja capa na próxima edição da “Playboy” já está sendo divulgada. A grande atração, parece, é uma foto do piercing que ela conserva em local inacessível aos simples mortais. Vai bombar, como se diz.

Para o pesadelo se completar só falta Mirla e Norberto aparecerem para assombrar. Bate na madeira.

Autor: - Categoria(s): Crônica, televisão Tags: , , , , , , , , ,
02/04/2009 - 11:53

BBB9 – Duas dúvidas: Boninho acredita em enquetes? Por que a aula de sexo anal sumiu?

Compartilhe: Twitter

Uma dúvida sobre o BBB me ocorreu na manhã desta quinta-feira, depois de ler na “Folha” que o diretor do programa, Boninho, disse acreditar num paredão final entre as três mulheres que restam na casa. Segundo ele, caso Max não vença a prova do líder, será indicado ao paredão de domingo e, contra quem quer que dispute, deverá ser eliminado.

Minha dúvida: com base em que Boninho pode fazer essa afirmação? Depois de alguma reflexão, levantei duas hipóteses: 1. cabe a ele decidir quem vai ganhar e quem vai perder; 2. as enquetes têm mostrado a queda da popularidade de Max. Como eu tenho certeza que a primeira hipótese é falsa, só me resta a segunda. Ou seja, Boninho fez esse prognóstico com base em enquetes.

Bom, se Boninho acredita em enquetes, a ponto de prever para a “Folha” quem irá para a final do programa, só nos resta acreditar também. Isso me tranqüiliza, muito, já que escrevi aqui sobre a dúvida que causou, em duas ocasiões, o resultado final de um paredão (Ana x Ralf e Ana x Josi) ser tão diferente do prognóstico das enquetes.

A Globo respondeu que o voto na internet (o mesmo voto das enquetes) não é o único que decide quem fica e quem sai do BBB. É preciso também levar em consideração os votos dados por telefone e por SMS (torpedo) – e  cada voto tem um peso diferente, explicou a emissora.

Retomo, então, à minha dúvida: como Boninho pode afirmar que Max deve ser eliminado, caso não seja o líder, apenas com base no que dizem as enquetes? E os votos por telefone e SMS?

O que aconteceu com a aula de sexo anal?

Como já escrevi antes, esta é a primeira vez que assisto o BBB regularmente. Devo também confessar que não sou um viciado em televisão – assisto alguns programas e às vezes, para me distrair, como todo mundo, fico zapeando de um canal para o outro, até cansar.

Faço essa introdução para repartir com os leitores uma dúvida: é comum aula de sexo anal na televisão? Eu nunca assisti, mas pode ser que seja algo muito corriqueiro na tevê brasileira, e eu esteja totalmente por fora. Só isso – o fato de ser muito batido – pode explicar a decisão de não mostrar, na edição de quarta-feira do BBB9, a aula de sexo anal que Francine deu para Ana, Priscila e Max na madrugada do mesmo dia.

Alertado por diversos leitores, assisti no You Tube a cena, de 10 minutos, em que uma debochada Francine explica, para diversão e constrangimento dos outros três, como praticar sexo anal. Jornalistas gostam de dizer, brincando, que se um cachorro morde o homem não é notícia, mas se um homem morde o cachorro, aí sim, temos uma novidade. A aula de Francine no BBB não foi uma novidade? Não mostrou algo diferente sobre a personagem e sobre os demais candidatos? 

Observação: Desnecessário dizer que não serão publicados comentários com ofensas, palavrões, grosserias etc. Quem quiser discutir os assuntos propostos aqui, seja muito bem-vindo.

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , , , , , , ,
11/03/2009 - 09:27

BBB9 – Leitores denunciam: crítico torce por Priscila

Compartilhe: Twitter

Conhecidos escrevem para lamentar que eu agora escreva sobre o BBB aqui no blog. Amigos lamentam a minha ausência em programas noturnos (“hoje é dia de paredão”, sou obrigado a dizer). Leitores enviam e-mails, a qualquer hora do dia, com alertas sobre cenas exibidas no programa, pedindo para eu “denunciar a perseguição” sofrida por alguns candidatos. Espectadores do programa, de passagem por aqui, tripudiam de mim – todo dia alguém observa, com ironia, e não sem razão, que eu deveria ir para o paredão.

Há quase dois meses dedicado à tarefa de acompanhar o programa e escrever críticas para o site especial do iG, sou obrigado a dizer que a minha rotina foi totalmente alterada. Pior, percebi que, querendo ou não, fui incorporado (abduzido?) por esta espécie de família maluca, formada por espectadores apaixonados, cada um com seu candidato (time) do coração e toda sorte de ressentimento em relação aos candidatos (times) adversários.

Na noite de terça-feira, escrevi um texto (As ações de Priscila sobem mais; as de Ana e Naná sofrem queda) com comentários sobre a edição do programa que culminou na eliminação de Maíra. Observei que, na minha opinião, o programa aproveitou para, mais uma vez, mostrar uma imagem positiva de Priscila. E, pela primeira vez, ressaltar aspectos negativos na relação de Ana e Naiá. Escrevi primeiro:

Passaram-se três dias, mas finalmente o programa exibiu um pedaço da cena em que Maíra, Josy e Ana riem da “dançarina” Priscila e insinuam que ela é uma moça de mil utilidades. (…) Mr. Edição mostrou outros quatro ótimos momentos de Priscila (que nunca mais foi chamada de Princesa). Primeiro, bem-humorada, se benzendo antes de atender ao Big Fone. Depois, ironizando Francine, por fazer “tempestade em copo d´água” (gostaria de saber se Fran, a professora, entende o sentido da expressão). Num terceiro momento, riu da futilidade de Maíra e Ana (a loirinha disse: “Eu tenho tesão por promoção”). E, por fim, ao ser homenageada por Bial no discurso que antecedeu a eliminação de Maíra – Priscila ensinou a Milena que é preciso saber rir de si mesma, uma qualidade de pessoas superiores.

Sobre Ana e Naiá, anotei:

Ana e Naiá passaram por um “VT investigativo” destinado a ajudar a esclarecer um dos episódios mal explicados do BBB9 – a eliminação de Ralf, uma semana atrás. O vídeo deixou no ar a sugestão de que Ana e Naiá formaram um time – apesar da vovó ter pedido, no início do confinamento, que a netinha fosse indicada para o Paredão, porque não aguentava mais a moça. Outra sugestão oferecida por Mr. Edição: como sabe o efeito que isso causaria junto ao público, Naiá programou o choro durante o Paredão de Ana com Ralf. Um diálogo histórico, do ponto de vista do BBB, foi exibido neste “VT investigativo”. Naiá está no banheiro. Ana quer entrar. Ana diz: “Quero fazer xixi.” Naiá responde: “Ah, azar o seu, estou fazendo coco”. Ana: “Então faz coco rápido”.

Por conta desses dois parágrafos fui acusado por dezenas de leitores de estar fazendo campanha por Priscila. É, então, a hora de fazer uma revelação: apesar de todo o meu envolvimento com o BBB, asseguro aos leitores que não torço por time nenhum neste campeonato. Ainda não. E, se começar a torcer, prometo logo revelar a minha preferência.

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , , ,
27/02/2009 - 08:26

BBB9 – Políticos abraçam a causa de Flavio e Priscila

Compartilhe: Twitter

O Barão de Itararé, famoso personagem criado pelo jornalista Aparício Torely (1895-1971), costumava dizer que “o político brasileiro é um sujeito que viva às claras, aproveitando as gemas e sem desprezar as cascas”. Penso nessa frase depois de conversar com o prefeito de Caxias do Sul, José Ivo Sartori (PMDB), e com o vereador Vanderlei Cabeludo (PMDB), de Campo Grande (MS). Com grande senso de oportunidade, ambos acabam de tomar a iniciativa de declarar apoio a candidatos que participam do programa Big Brother Brasil.

Na reportagem Caxias e Campo Grande oficializam apoio a candidatos do BBB, relato o resultado de minhas entrevistas com os dois políticos. Ambos afirmam não assistir o BBB com regularidade. O apoio a Flavio e a Priscila, explicam, deve-se ao fato de que os candidatos são moradores de suas cidades, Caxias e Campo Grande, respectivamente. “A comunidade caxiense olha isso com bons olhos”, diz Sartori. “Priscila é um orgulho muito grande para a nossa cidade”, diz Vanderlei Cabeludo. Pano rápido…

Autor: - Categoria(s): Brasil Tags: , , , , , ,
20/02/2009 - 15:31

BBB9 – “Brother” Bial, a Princesa e eu

Compartilhe: Twitter

“Brother” Bial,

Posso imaginar o trabalho que dá ser apresentador do BBB. Não bastasse a interação com os “heróis” dentro da casa, você ainda tem que ouvir os desaforos de quem está aqui fora e não tem nada melhor para fazer do que te aporrinhar.

Desde o início do programa, sentado no sofá, tenho assistido o BBB especialmente para escrever a respeito. Imagina só… Não é tarefa que se compare, nem de longe, à sua, mas dá um certo trabalho, também.

Como nunca assisti de forma regular o programa antes, me assusto com algumas coisas. Logo na primeira semana, ouvi você chamando a Priscila de “Princesa” e a Michele de “Torrão de Açúcar”. Lembro que pensei: deve ser uma ironia, mas será que alguém entendeu a piada? Esta semana, li uma matéria sobre o ensaio que a Michele vai fazer para a “Playboy”. A foto que ilustra o texto mostra a ex-BBB mordendo um… torrão de açúcar.

Você tem alguma dúvida sobre o que vai estar escrito na capa da revista que trará Priscila em poses sensuais, assim que ela deixar o programa? Posso apostar que será algo parecido com “A Princesa do BBB mostra o que você não viu na casa”.

Enfim, escrevo essa carta para dizer que estava feliz, como escrevi outro dia, que, pelo menos, você havia parado de chamar a moça de Princesa. Achei que você tinha compreendido o meu comentário. Não esperava que você fosse ficar magoado.

“Tem um brother meu que não gosta que eu chame a Priscila de Princesa. Um brother meu que escreve críticas sobre o programa”, você me entregou, para os seus “heróis” na noite desta quinta-feira. “Por quê?”, perguntou Priscila. E você: “Deve ser ciúme”. Poxa vida, Bial… Priscila ficou chateada…

O que me consola é que, depois, segundo me contaram, ela comentou com o Ralf: “Ué, se não me chama de Princesa, me chama de quê?” Brincalhão, o Ralf sugeriu “Rainha da Devassa”. E, me dizem, a Priscila riu e disse: “Bom, vá lá. Posso ser Devassa e não Princesa. Não sou hipócrita”.

“Brother” Bial, vamos em frente, que atrás vem gente. Como você diz, saúde e paz, o resto a gente corre atrás.

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , , ,
21/01/2009 - 09:25

BBB9 – Torrão de Açúcar briga com Princesa e é eliminada

Compartilhe: Twitter

Escrevo no site especial do BBB sobre a incrível disputa entre Torrão de Açúcar (Michele) e Princesa (Priscila), assim batizadas por Pedro Bial. “Ela não é princesa nem aqui, nem na China”, protestou Michele, magoada, antes de ser eliminada do programa. Também comento no texto sobre a bizarra cena de merchandising protagonizada por Zezé di Camargo, anunciando em pleno BBB o seu show no Rio. Parecia que estava assistindo uma mesa-redonda de futebol na Gazeta.

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , ,
Voltar ao topo