Publicidade

Publicidade

06/04/2009 - 19:06

BBB9 – Leitores apertam o crítico sobre eliminação de Ana

Compartilhe: Twitter

Ainda na madrugada, menos de uma hora depois da eliminação de Ana, comecei a receber mensagens me provocando com perguntas . “E agora, vai dizer o quê? A enquete do iG não dizia que o Max ia sair?” “E agora, não vai falar nada?”

A provocação dos leitores ocorreu em resposta a um texto publicado aqui no último dia 31 de março. Com o título “BBB9 – Globo se recusa a esclarecer dúvida sobre votação”, o post recebeu até agora 2.061 comentários – o recorde deste blog.

Para quem não está acompanhando essa novela, questionei, naquele post, pela segunda vez, a falta de transparência da Globo em relação aos números de dois paredões (Ana x Ralf e Ana x Josy), cujos resultados anunciados foram muito diferentes dos apontados pelas enquetes dos principais sites que acompanham o programa.

Deixei claro que as enquetes não têm valor científico, mas costumam ser um indicador confiável dos humores do público que assiste o BBB.

Todas as enquetes que acompanhei naqueles dois paredões apontavam vitória apertada, de um ou de outro candidato, mas em ambas as votações Ana venceu com folga – Ralf saiu com 64% e Josy perdeu com 69% dos votos.

Em resposta a questionamentos semelhantes, a emissora disse apenas que os votos são recebidos por meio de três plataformas (internet, SMS e telefone), cada uma com um peso diferente. O que significa dizer que a forma escolhida para votar pode determinar o resultado, mas o eleitor não sabe, porque nunca foi informado, qual é o peso relativo de cada voto.

No caso do paredão Ana x Max, nenhuma das enquetes que acompanhei acertou o placar. Duas, a do jornal “O Globo” (53% para Ana sair) e do portal UOL (50,3% para Ana sair), captaram a intenção da maioria dos eleitores em ver a loirinha fora da casa (ela foi eliminada com 58% dos votos). As enquetes do iG (46% para Ana sair) e do Fuxico (45,4%) apontaram tendência inversa.

Todos as enquetes, portanto, consideravam que a disputa estava apertada. O resultado final não chega a refletir isso, mas mostra que a vitória de Max não foi um passeio. Uma situação muito diferente, a meu ver, das duas que questionei anteriormente.

Observação: Como de hábito, lembro que os comentários dos leitores são muito bem-vindos. Aceito todo tipo de crítica, mas não publico ofensas.

Autor: - Categoria(s): Internet, televisão Tags: , , , , , , ,
02/04/2009 - 11:53

BBB9 – Duas dúvidas: Boninho acredita em enquetes? Por que a aula de sexo anal sumiu?

Compartilhe: Twitter

Uma dúvida sobre o BBB me ocorreu na manhã desta quinta-feira, depois de ler na “Folha” que o diretor do programa, Boninho, disse acreditar num paredão final entre as três mulheres que restam na casa. Segundo ele, caso Max não vença a prova do líder, será indicado ao paredão de domingo e, contra quem quer que dispute, deverá ser eliminado.

Minha dúvida: com base em que Boninho pode fazer essa afirmação? Depois de alguma reflexão, levantei duas hipóteses: 1. cabe a ele decidir quem vai ganhar e quem vai perder; 2. as enquetes têm mostrado a queda da popularidade de Max. Como eu tenho certeza que a primeira hipótese é falsa, só me resta a segunda. Ou seja, Boninho fez esse prognóstico com base em enquetes.

Bom, se Boninho acredita em enquetes, a ponto de prever para a “Folha” quem irá para a final do programa, só nos resta acreditar também. Isso me tranqüiliza, muito, já que escrevi aqui sobre a dúvida que causou, em duas ocasiões, o resultado final de um paredão (Ana x Ralf e Ana x Josi) ser tão diferente do prognóstico das enquetes.

A Globo respondeu que o voto na internet (o mesmo voto das enquetes) não é o único que decide quem fica e quem sai do BBB. É preciso também levar em consideração os votos dados por telefone e por SMS (torpedo) – e  cada voto tem um peso diferente, explicou a emissora.

Retomo, então, à minha dúvida: como Boninho pode afirmar que Max deve ser eliminado, caso não seja o líder, apenas com base no que dizem as enquetes? E os votos por telefone e SMS?

O que aconteceu com a aula de sexo anal?

Como já escrevi antes, esta é a primeira vez que assisto o BBB regularmente. Devo também confessar que não sou um viciado em televisão – assisto alguns programas e às vezes, para me distrair, como todo mundo, fico zapeando de um canal para o outro, até cansar.

Faço essa introdução para repartir com os leitores uma dúvida: é comum aula de sexo anal na televisão? Eu nunca assisti, mas pode ser que seja algo muito corriqueiro na tevê brasileira, e eu esteja totalmente por fora. Só isso – o fato de ser muito batido – pode explicar a decisão de não mostrar, na edição de quarta-feira do BBB9, a aula de sexo anal que Francine deu para Ana, Priscila e Max na madrugada do mesmo dia.

Alertado por diversos leitores, assisti no You Tube a cena, de 10 minutos, em que uma debochada Francine explica, para diversão e constrangimento dos outros três, como praticar sexo anal. Jornalistas gostam de dizer, brincando, que se um cachorro morde o homem não é notícia, mas se um homem morde o cachorro, aí sim, temos uma novidade. A aula de Francine no BBB não foi uma novidade? Não mostrou algo diferente sobre a personagem e sobre os demais candidatos? 

Observação: Desnecessário dizer que não serão publicados comentários com ofensas, palavrões, grosserias etc. Quem quiser discutir os assuntos propostos aqui, seja muito bem-vindo.

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , , , , , , ,
31/03/2009 - 12:56

BBB9 – Globo se recusa a esclarecer dúvida sobre votação

Compartilhe: Twitter

Pela segunda vez neste BBB, os resultados das enquetes realizadas por diferentes sites, inclusive o iG, foram muito diferentes do placar final de um paredão. A primeira vez que isso ocorreu, na disputa entre Ana e Ralf, as enquetes apontavam uma disputa apertadíssima (com vitória de um ou de outro, dependendo do site), mas o placar oficial, anunciado pela Globo, mostrou uma vitória tranqüila de Ana.

O mesmo fenômeno repetiu-se neste domingo. Enquanto as enquetes sugeriam que a disputa estava acirrada entre Ana e Josy, o resultado final indicou novamente uma vitória folgada de Ana.

Embora as enquetes de Internet não tenham valor científico, porque indicam a preferência apenas daqueles que querem votar, e não do conjunto da população, elas têm sido um indicador confiável dos humores do público que assiste o BBB.

Por esse motivo, os dois paredões vencidos por Ana provocaram tantas reclamações, tanto nos comentários dos leitores aqui no iG e em outros sites, quanto diretamente junto à Rede Globo. A emissora, em notícia publicada nesta terça-feira pela Agência JB, não comenta os resultados das enquetes. Apenas esclarece que os votos são recebidos por três plataformas diferentes: telefone, SMS (o popular torpedo) e Internet.

Segundo a Globo, cada plataforma tem um peso diferente na contabilização dos votos, mas não revela qual é o peso de cada uma. “A ponderação dos votos é usada para garantir a representatividade estatística das três diferentes plataformas de votação”, disse a assessoria de comunicação da emissora à Agência JB. É exatamente, sem tirar nem por, a mesma resposta que a Globo deu ao site especial do iG em 17 de fevereiro.

Repito a minha opinião, que expressei na ocasião da polêmica sobre a eliminação de Ralf: “Em nome da transparência e da credibilidade do programa, seria interessante o público ser informado. Do contrário, restará a suspeita (não a primeira, diga-se) de que os resultados do BBB são manipulados.”

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , , , , , ,
11/03/2009 - 09:27

BBB9 – Leitores denunciam: crítico torce por Priscila

Compartilhe: Twitter

Conhecidos escrevem para lamentar que eu agora escreva sobre o BBB aqui no blog. Amigos lamentam a minha ausência em programas noturnos (“hoje é dia de paredão”, sou obrigado a dizer). Leitores enviam e-mails, a qualquer hora do dia, com alertas sobre cenas exibidas no programa, pedindo para eu “denunciar a perseguição” sofrida por alguns candidatos. Espectadores do programa, de passagem por aqui, tripudiam de mim – todo dia alguém observa, com ironia, e não sem razão, que eu deveria ir para o paredão.

Há quase dois meses dedicado à tarefa de acompanhar o programa e escrever críticas para o site especial do iG, sou obrigado a dizer que a minha rotina foi totalmente alterada. Pior, percebi que, querendo ou não, fui incorporado (abduzido?) por esta espécie de família maluca, formada por espectadores apaixonados, cada um com seu candidato (time) do coração e toda sorte de ressentimento em relação aos candidatos (times) adversários.

Na noite de terça-feira, escrevi um texto (As ações de Priscila sobem mais; as de Ana e Naná sofrem queda) com comentários sobre a edição do programa que culminou na eliminação de Maíra. Observei que, na minha opinião, o programa aproveitou para, mais uma vez, mostrar uma imagem positiva de Priscila. E, pela primeira vez, ressaltar aspectos negativos na relação de Ana e Naiá. Escrevi primeiro:

Passaram-se três dias, mas finalmente o programa exibiu um pedaço da cena em que Maíra, Josy e Ana riem da “dançarina” Priscila e insinuam que ela é uma moça de mil utilidades. (…) Mr. Edição mostrou outros quatro ótimos momentos de Priscila (que nunca mais foi chamada de Princesa). Primeiro, bem-humorada, se benzendo antes de atender ao Big Fone. Depois, ironizando Francine, por fazer “tempestade em copo d´água” (gostaria de saber se Fran, a professora, entende o sentido da expressão). Num terceiro momento, riu da futilidade de Maíra e Ana (a loirinha disse: “Eu tenho tesão por promoção”). E, por fim, ao ser homenageada por Bial no discurso que antecedeu a eliminação de Maíra – Priscila ensinou a Milena que é preciso saber rir de si mesma, uma qualidade de pessoas superiores.

Sobre Ana e Naiá, anotei:

Ana e Naiá passaram por um “VT investigativo” destinado a ajudar a esclarecer um dos episódios mal explicados do BBB9 – a eliminação de Ralf, uma semana atrás. O vídeo deixou no ar a sugestão de que Ana e Naiá formaram um time – apesar da vovó ter pedido, no início do confinamento, que a netinha fosse indicada para o Paredão, porque não aguentava mais a moça. Outra sugestão oferecida por Mr. Edição: como sabe o efeito que isso causaria junto ao público, Naiá programou o choro durante o Paredão de Ana com Ralf. Um diálogo histórico, do ponto de vista do BBB, foi exibido neste “VT investigativo”. Naiá está no banheiro. Ana quer entrar. Ana diz: “Quero fazer xixi.” Naiá responde: “Ah, azar o seu, estou fazendo coco”. Ana: “Então faz coco rápido”.

Por conta desses dois parágrafos fui acusado por dezenas de leitores de estar fazendo campanha por Priscila. É, então, a hora de fazer uma revelação: apesar de todo o meu envolvimento com o BBB, asseguro aos leitores que não torço por time nenhum neste campeonato. Ainda não. E, se começar a torcer, prometo logo revelar a minha preferência.

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , , ,
10/03/2009 - 18:39

BBB9 – Placar da eliminação de Ralf intriga os próprios candidatos

Compartilhe: Twitter

Uma semana depois, o mistério sobre o que ocorreu no dia da eliminação de Ralf intriga não apenas o público, mas os próprios participantes do programa. Na noite desta segunda-feira, Flavio e Naiá discutiram a respeito. Disse Flavio:

“Você chorou, falou que não vive sem Ana aqui dentro. Foram três milhões e meio de votos em um bloco. Você fez campanha ao vivo, chorou para o Brasil inteiro. Se eu estivesse lá fora, do jeito que eu respeito a minha avó, tinha me comovido e votado para o Ralf sair na hora. Evitaria o sofrimento dessa senhora”.

Fiquei intrigado com essa informação. De onde Flavio tirou que o choro de Naiá transferiu 3,5 milhões de votos para Ana? Vamos recordar. Na abertura do programa, Bial falou para os candidatos que a disputa estava apertada e que a eleição já havia superado 30 milhões de votos. No bloco seguinte, quando Naiá chorou, Bial falou em 32 milhões e, ao concluir a votação, falou em mais de 35 milhões. Ralf foi eliminado da casa com 64% dos votos.

Flavio concluiu que todos os votos entre o segundo e terceiro blocos foram para Ana – até ele votaria na moça, se visse uma senhora chorando ao vivo, em rede nacional. Será que foi isso mesmo que aconteceu?

Perguntei à assessoria de imprensa da Rede Globo se Flavio tinha alguma informação a respeito da votação. A resposta foi negativa. O que Flavio falou foi apenas a opinião dele, fui informado. Permanece, assim, sem explicação o que aconteceu naquela noite, há uma semana.

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , , ,
04/03/2009 - 15:30

BBB9 – Globo deve explicação sobre placar da eliminação

Compartilhe: Twitter

Dessa vez não foram apenas os mais variados sites que erraram o resultado final da votação que levou à eliminação de Ralf do BBB. O apresentador Pedro Bial também errou feio. Bial abriu o programa informando que a disputa estava apertadíssima – seria o paredão mais disputado desta edição do programa. Ao falar com os participantes, ainda no primeiro bloco, contou a mesma história. No segundo bloco, Bial disse mais uma vez que a “batalha” estava apertada e que o número de votos se aproximava de 36 milhões. A enquete do iG corroborava esse clima, apontando a permanência de Ana por uma mínima margem – 52% a 48%. 

O resultado final, tal como anunciado pela Globo, indicou total ausência de disputa entre Ana e Ralf. O candidato foi eliminado com 64% dos votos – um massacre. O que será que aconteceu? Entre o último aviso de Bial sobre a disputa acirrada e o resultado final, houve uma cena forte, provocada pelo apresentador. Ele perguntou a Naiá como via a possibilidade de Ana sair do programa. Naiá desandou a chorar, forte, e falar do seu sentimento de perda, como mãe, que já viu cinco filhos saírem de casa – uma delas, inclusive, disse, mora fora do país. Bial esticou a conversa (e o choro de Naiá) dizendo que filhos são como flechas,  crescem e partem. Naiá chorou ainda mais e lamentou a perda que seria a saída de Ana.

O que houve? A mudança radical no placar da eleição deve-se a esta cena? Ocorreu em questão de minutos? Em nome da transparência e da credibilidade do programa, seria interessante o público ser informado. Do contrário, restará a suspeita (não a primeira, diga-se) de que os resultados do BBB são manipulados.

Em tempo: mencionei este problema da votação na crítica que escrevi sobre o programa de ontem, mas foquei o texto em outros aspectos da edição, em particular a perda de prestígio de Max e Francine e a súbita alta na cotação de Prisicila.

Autor: - Categoria(s): televisão Tags: , , , , ,
Voltar ao topo